Efeito da Velocidade de Resfriamento Após Tratamento Térmico em Alta Temperatura na Resistência à Corrosão Localizada do Aço uns S31803

Nome: Davi Pereira Garcia
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 25/02/2014
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Marcelo Camargo Severo de Macêdo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Juan Manuel Pardal Examinador Externo
Marcelo Camargo Severo de Macêdo Orientador
Sérgio Souto Maior Tavares Examinador Interno

Resumo: Aços Inoxidáveis Duplex possuem boas propriedades mecânicas e elevada resistência à corrosão sendo assim muito utilizados na indústria química e petroquímica. Quando expostos a temperaturas elevadas suas propriedades são alteradas devido a mudanças que ocorrem na sua microestrutura.

Esse trabalho estuda a resistência à corrosão do aço inoxidável duplex UNS S31803 tratado termicamente em alta temperatura (1300°C) seguido de diferentes velocidades de resfriamento. Algumas amostras sofreram posteriormente tratamento à 1000°C e foram resfriadas rapidamente. As diferentes velocidades de resfriamento provocam mudanças na quantidade de austenita fazendo com que a resistência à corrosão seja alterada.

A resistência à corrosão intergranular foi medida utilizando a técnica DL-EPR, já a resistência a corrosão por pites foi feita através da técnica de polarização potenciodinâmica cíclica ambos segundo norma ASTM. Além desses ensaios foram feitas análises de microdureza, microscopia ótica e eletrônica de varredura das amostras.

Palavras chave: Corrosão Localizada, Tratamento Térmico alta temperatura, Pite, Corrosão intergranular

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910