AVALIAÇÃO da Resistência à Corrosão Localizada de Cladding de Aço Inoxidável Duplex uns S39209 em Aço Carbono Por Meio de Espectroscopia de Impedância Eletroquímica

Nome: Bruno Filipe da Penha Sperandio
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 31/08/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Marcelo Camargo Severo de Macêdo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Eduardo Ariel Ponzio Examinador Externo
Marcelo Camargo Severo de Macêdo Orientador
ROMULO ALMEIDA COTTA Examinador Externo
Temistocles de Sousa Luz Coorientador

Resumo: Neste trabalho foram realizados ensaios de espectroscopia de impedância eletroquímica no potencial de circuito aberto em amostras de aço duplex UNS S39209 depositado por soldagem TIG em chapas de aço ASTM A36. Foi utilizado uma solução de 33% H2SO4 + 0,5% HCL com perturbações na ordem de ±10mV variando a frequência de 100Khz até 10mhz e 10 pontos por década variando no potencial. A fim de avaliar a resistência à corrosão do aço duplex, relacionar com a fração volumétrica ferrita/austenita e comparar com os resultados encontrados pela técnica DL-EPR. Para chegar aos resultados realizou-se um ajuste da área utilizando a fração volumétrica de ferrita/austenita. Foi verificado que a amostra com menor diluição e fração de austenita apresentou maior resistência a corrosão que as demais, condizentes com os dados de sensitização. Observou-se uma tendência do aumento da diluição e penetração do metal de adição com o aumento da energia de solda. Soldagem por deposição se mostrou uma opção eficiente para se aumentar a resistência à corrosão de um material.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910