Influência do Tipo de Abrasivo de Jateamento no Desempenho de Revestimentos Aplicados Sobre Aço Carbono

Nome: Giovani do Carmo Caser
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 22/08/2008
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Marcelo Camargo Severo de Macêdo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Cherlio Scandian Examinador Interno
Marcelo Camargo Severo de Macêdo Orientador
Pedro Lima Neto Orientador

Resumo: Este trabalho objetiva avaliar a influência do uso de escória de aciaria como abrasivo de jateamento, esta, subproduto do processo siderúrgico, nos desempenhos de esquemas de pintura. Corpos de prova em aço carbono foram preparados com este abrasivo, sendo revestidos com produtos epóxi e alquídica. Para comparação,
amostras foram jateadas com escória de cobre, esta já de uso geral na indústria. Além das próprias características dos abrasivos, como morfologia, dureza, massa específica, etc., foram também estudados os efeitos dos abrasivos nas superfícies jateadas, como: topografia da superfície, as composições químicas superficiais, condições gerais e de aderência dos revestimentos aos substratos. Corpos de prova
pintados foram submetidos a ensaios acelerados de corrosão em câmaras de névoa salina, de imersão em água destilada e de descolamento catódico, para avaliação da influência da preparação do substrato com os diferentes abrasivos. Partículas de escória de aciaria jateadas contra amostras de aço carbono, removeram camada formada por óxidos duros e lisos oriundos da laminação a quente de chapas (carepa), gerando topografia com parâmetros de superfície (Ra, Rz, Rt e Rq) compatíveis com os obtidos com outros tipos de abrasivos. Características como dureza, massa específica, forma e distribuição granulométrica das partículas certamente influenciaram positivamente nos resultados. A escória de aciaria analisada apresentou teores elevados de íons solúveis, principalmente cálcio,
que foram transferidos para as superfícies jateadas. O desempenho de películas de tinta alquídica sobre estes substratos foi nitidamente inferior às amostras preparadas com escória de cobre, frente aos ensaios de aderência, névoa salina e imersão em água destilada. O mesmo não se repetiu nas películas epóxi, que apresentaram
desempenho similar entre abrasivos, o que indica possibilidade de uso com estes produtos.

Descritores: Pintura Industrial. Escória. Aço

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910