Aplicação da Mecânica da Fratura Probabilística na Estimação da Confiabilidade e Vida Útil de Vasos de Pressão Esféricos de Armazenagem de GlP.

Nome: Luciano de Oliveira Castro Lara
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 31/10/2003
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Cherlio Scandian Co-orientador
Geraldo Rossoni Sisquini Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Cherlio Scandian Coorientador
Geraldo Rossoni Sisquini Orientador
Paulo Fernando Ferreira Frutuoso e Melo Examinador Externo
Walnório Graça Ferreira Examinador Interno

Resumo: Modelos para determinação da confiabilidade e probabilidade de falha de um vaso de pressão têm sido alvo de vários estudos, que tem como suporte a mecânica da fratura probabilística. Possíveis falhas em vasos de pressão, geralmente catastróficas, têm influenciado e motivado pesquisas nesta área, que tem como intuito melhorar a integridade do vaso e conseqüentemente aumentar a segurança e economia nas indústrias petroquímicas. Com o objetivo de contribuir e permitir uma melhor avaliação deste problema, o modelo trata da estimação da confiabilidade e vida útil ou restante de vasos de pressão esféricos de armazenagem de gás liquefeito de petróleo pela aplicação da mecânica da fratura probabilística. Seleciona dados de todas as variáveis necessárias ao modelo, e a este banco de dados ajusta uma distribuição de probabilidade aceitável, estabelece então um modelo de falha e avalia a confiabilidade e probabilidade de falha de acordo com o critério adotado. Usa técnicas de simulação amplamente usadas e altamente poderosas na performance de análises probabilísticas como Monte Carlo e o Latin Hypercube. Permite a análise de confiabilidade em três situações: de projeto, como fabricado e em operação. Avalia o comportamento das tensões cíclicas ao longo da parede do vaso, através de coordenadas meridionais e latitudinais, em função do tipo de apoio do vaso de pressão esférico. Os resultados demonstram a clara importância do tipo de apoio do vaso e como o mesmo influencia grandemente na distribuição de tensão ao longo da parede do vaso.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910