O Método dos Elementos de Contorno Aplicado na Solução de Problemas de Transferência de Calor Difusivos - Advectivos.

Nome: César Augusto Menegatti Massaro
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 10/08/2001
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Carlos Friedrich Loeffler Neto Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Carlos Friedrich Loeffler Neto Orientador
José Paulo Soares de Azevedo Examinador Externo
Paulo César Oliveira Examinador Interno

Resumo: Apresenta-se neste trabalho formulações do Método dos Elementos de Contorno, geradas para o modelamento de problemas bidimensionais de transferência de calor em escoamentos, nos quais os fenômenos de difusão e convecção forçada estão associados. A primeira delas é fundamentada no procedimento conhecido como Dupla Reciprocidade, criado originalmente por Nardini e Brebbia [1] para solução de problemas de autovalor. Esta técnica foi aprimorada por diversos autores para muitas outras categorias de problemas, entre os quais o caso abordado no presente trabalho, cujo desenvolvimento foi feito por Partridge [2], usando uma interpolação para o tratamento das derivadas espaciais dos termos convectivos. Apesar desta formulação apresentar a simplicidade e flexibilidade características, seus resultados mostraram baixa precisão, principalmente nos casos em que há escoamento com valores de Peclet elevados. Uma segunda formulação, bem recente, desenvolvida por Loeffler e denominada de Quase Dual, apresentada uma estrutura similar à Dupla Reciprocidade citada anteriormente, mas com um tratamento analítico diferente dos termos adverctivos, que resulta num aumento da precisão dos resultados. A terceira é a formulação tradicional que emprega os procedimentos tradicionais do Método dos Elementos de Contorno, utilizando como solução fundamental, a solução de um problema difusivo-advectivo similar. Realizam-se, então, simulações com exemplos que possuem solução analítica, onde é analisado a influênciade importante parâmetro, tais como o refinamento da malha e a velocidade do escoamento. Restrições físicas, limitações numéricas, precisão e outras características importantes relacionadas a cada formulação são discutidas com detalhe.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910